Buscar no site:
CEPLAC participa do 11º. Festival Internacional do Chocolate e Cacau em Ilhéus

 

A CEPLAC participou do 11º. Festival Internacional do Chocolate e Cacau - o Chocolat Festival Bahia 2019 - realizado em Ilhéus, Bahia, no período de 18 a 21 deste mês, como uma das instituições apoiadoras e realizadora de várias palestras técnicas, cursos e exposição.

O evento reuniu toda a cadeia produtiva do cacau ao chocolate e contou com a presença do governo Federal, representado pelo diretor geral da CEPLAC, Guilherme Galvão, do governo do Estado da Bahia, com a presença do Governador Rui Costa e seis secretários de Estado, senadores, deputados federais e estaduais, dezenas de prefeitos e dirigentes e técnicos de instituições regionais.

 

Senador protocolou projeto

Empresário Marcos Lessa, promotor do evento, Senador Ângelo Coronel, Diretor Guilherme Galvão, Antonio Valete, prefeito de Jussari e Guilherme Santos, prefeito de Santa Luzia.

Um dos pontos altos do evento foi a entrega pelo Senador Ângelo Coronel ao diretor geral da CEPLAC, Guilherme Galvão, de cópia do Projeto de Lei Nº 4.107, de 2019, de sua autoria, protocolado e a ser votado pelo Congresso Nacional, que aperfeiçoa a Lei Nº 13.710, de 24 de agosto de 2018, do Deputado Evair de Melo, do Espírito Santo, sobre a Política de Incentivo ao Cacau de Qualidade. O projeto do Senador amplia o objetivo a Lei 13.710, acrescentando mais diretrizes à Política Nacional de Incentivo à Produção de Cacau e Chocolate, evoluindo nos instrumentos da Política, especificamente o crédito, a pesquisa agrícola e a prospecção de mercado, colocando a CEPLAC como principal instrumento da Política Nacional de Incentivo à Produção de Cacau e Chocolate.

O Projeto de Lei do Senador Coronel estabelece também a CEPLAC como órgão autônomo ligado ao Ministério da Agricultura, devendo ter independência na gestão dos recursos humanos e financeiros para a consecução dos objetivos do Planejamento Estratégico Qüinqüenal do cacau, atribuindo à Instituição do cacau maior competência na formulação e execução da Política para o setor.

A justificativa ao Projeto de Lei leva em conta a recuperação da produtividade da produção de cacau devido aos resultados demonstrados pela pesquisa e o desenvolvimento de novas tecnologias realizadas pela CEPLAC, o acordo firmado entre o Mercosul e o bloco da Comunidade Européia, além de observar a necessidade do Brasil ampliar sua participação na produção de um cacau de qualidade superior e fino no menor espaço de tempo.

 

 Políticos de expressão nacional e regional, técnicos e dirigentes da Ceplac participaram do Festival.

O evento contou com a participação de entidades públicas e privadas, produtores, chocolateiros, jovens empreendedores, chefs especializados, pesquisadores e técnicos, mais de 120 expositores, sendo 42 deles de marcas de chocolate de origem, além da realização de cursos, palestras e workshops e uma grande feira com um fluxo de mais de 60 mil visitantes.

O diretor geral da CEPLAC, Guilherme Galvão, afirmou que vem acompanhando o Festival do Chocolate em Ilhéus desde o seu início, vê boa evolução e sugere um trabalho cooperativo dos empreendedores de novas marcas de chocolate para aumentar a competitividade.

Segundo o empresário Marcos Lessa, promotor do evento, essa 11ª. edição do festival contribuiu para maior consolidação do sul da Bahia como uma das principais regiões produtoras de chocolate de origem do Brasil, bem como a promoção do agronegócio do chocolate, o turismo e a cultura regional.

Participação da CEPLAC

Ivan Souza, do Centro de Extensão da Ceplac, faz palestra sobre Cacauicultura de Alta Produtividade.

Os técnicos da CEPLAC Milton Conceição, Ivan Costa e Souza, Antonio Zugaib e Neyde Alice Pereira fizeram palestras sobre Programa de Alta Produtividade em Cacau, Políticas Públicas e Melhoria de Qualidade e Produção de Chocolate.

O Stand da Ceplac sempre muito visitado.

 


Jornalista: Raimundo Nogueira
Reportagem: José Hamilton
Fotografia: Águido Ferreira

Assessoria de Comunicação da Ceplac
Monday, 7/29/2019