Buscar no site:
Celebração de Missa assinala aniversário de 62 Anos da CEPLAC

Funcionários da CEPLAC da sede regional participaram de Missa em Ação de Graças celebrada pelo Padre Manoel Cardoso dos Reis Filho, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, do Banco da Vitória, em homenagem aos 62 anos de criação da Instituição.

A celebração teve como tema a valorização do trabalho humano, com o padre Manoel Cardoso figurando o trabalho da CEPLAC como de grande valor para as regiões do cacau e obra inspirada pelo Criador.

Funcionários da CEPLAC apresentaram no ofertório recursos naturais como símbolo da bondade divina com destaque para o fruto do cacaueiro, que se constitui em base da economia e sustentação das populações que o cultivam.

O Coordenador Regional da Ceplac, Carlos Alexandre Brandão, assinalou que em verdade os 62 anos da CEPLAC representam uma luta significativa dos servidores e dos agricultores na manutenção dessa Instituição que é quem tem expertise para tratar da cacauicultura. “Eu costumo observar que em muitos municípios a CEPLAC é o único braço do estado brasileiro em atuação, tanto na agricultura, como na cacauicultura e na expansão das diversas culturas e gostaria de destacar que no mundo não existe um modelo como o da  CEPLAC, modelo singular  de geração de ciência  e tecnologia a partir da pesquisa e  da extensão rural e para mim a CEPLAC foi  é e sempre  será uma Instituição que desenvolve  a nossa região.  Não tenho dúvidas que o governo brasileiro vai olhar essa Instituição como  capaz de desenvolver  a economia das regiões produtoras de cacau. Hoje o mote do mundo  é de preservação ambiental, sustentabilidade e a CEPLAC  tem os sistemas agroflorestais  como  missão, então tenho certeza de  que a CEPLAC  continuará prestando serviços  a sociedade da nossa região cacaueira.  Eu agradeço bastante a todo o quadro de funcionários da CEPLAC nesses 62 anos  porque foi ele, junto com os produtores,  que construíram a grandeza dessa nossa querida CEPLAC e da região.”

O chefe do Centro de Pesquisas do Cacau, José Marques Pereira, lembrou que “os 62 anos da Ceplac foram de muitas lutas, muitas conquistas, muitas vitórias e hoje é um marco divisório sobre a continuidade ativa da CEPLAC,  pois precisamos de contratações pois muitos colegas estão se aposentando e nós que somos os remanescentes que permanecemos aqui temos que segurar essa bandeira da CEPLAC continuando a lutar até que outros  futuros colegas venham  a nós se juntar para a gente continuar  a produzir o que a CEPLAC sempre produziu , que foi a produtividade e o desenvolvimento  dessa nossa região cacaueira.  Para os nossos colegas deixo claro que devemos continuar na nossa luta e não vamos nos desanimar; a CEPLAC depende muito de todos nós, o produtor depende muito de nós  e vamos continuar com dedicação a nossa luta independente de nosso reconhecimento maior ou menor.  A CEPLAC está viva,  com uma grandeza de conhecimentos  acumulados  que pode ser útil ao produtor, à sociedade e vamos continuar a gerar esses conhecimentos  e não vamos desistir nunca.”

O extensionista Roberto Setúbal assinalou que “esses 62 anos da CEPLAC tem um simbolismo muito grande e tem uma importância transcendental pois a CEPLAC foi a maior intervenção de políticas públicas do governo brasileiro  na região e na economia cacaueira  e continua  tendo uma importância estratégica. Hoje a revitalização da CEPLAC depende de uma manifestação  de uma conscientização  da sociedade como um todo, da classe  política bem como de seus servidores.  Expresso um  sentimento de orgulho e honra pela oportunidade  que tive de  trabalhar aqui  ao longo de mais de 45 anos  e ter tido aqui uma escola de aprendizado  cotidiano; todos os dias  aprendo conhecimentos específicos  e tecnológicos  e conhecimentos de bons costumes e de conduta ética e humana. A CEPLAC faz parte  de um patrimônio público da região cacaueira, mas essa decisão  compete a  região como um todo preservar esse patrimônio  e o seu legado maior é o conhecimento  proporcionado pelos seus profissionais.  A CEPLAC continua sendo a instituição importante,  fundamental para a promoção do desenvolvimento da região  e o desenvolvimento é assim mesmo, obedece ciclos, o desenvolvimentos dos anos 50, o desenvolvimento dos anos 60, 70  e agora o desenvolvimento do terceiro milênio  sobre outras lógicas, sobre outros princípios  e a CEPLAC sempre capaz de se adequar a isso, se ajustar e continuar prestando o seu compromisso público  a essa região que tem um destino  de ser uma região de vanguarda, uma região de referência  no Estado da Bahia e  no Brasil.”

A colega Maria angélica Santos Mendonça, Técnica em Laboratório do CEPEC, observou que “os 62 anos que hoje a CEPLAC comemora é uma vida e felizmente nós tivemos a sorte de viver numa instituição que com certeza em lugar do mundo vai haver uma instituição de alta competência, de gente qualificada,  de trabalhos maravilhosos e que isso só engrandece a gente.  Isso aqui é uma escola  para todos nós. Quando cheguei aqui, não sabia nada  de laboratório e nós crescemos bastante nessa CEPLAC  que é um lugar favorável  para todo o mundo  viver pois aqui tem de tudo, nós aprendemos, ensinamos  e a gente se sente muito bem aqui por ser um lugar muito acolhedor a agente a passa  12 horas dos nossos dias  aqui na CEPLAC compartilhado com todo esse trabalho que fazemos.  Temos a felicidade de participar  do coral dos servidores da CEPLAC, da nossa ginástica  tradicional  que é uma beleza e mais temos uma capelinha, temos comemorações como a de hoje, com missas e celebrações  e atos ecumênicos,  então aqui não nos falta nada  e eu só agradeço a Deus  os meus 43 anos que farei agora  em outubro com muita honra e sinto até em dizer que  sinto muito pesar em pedir a minha aposentadoria  pois essa CEPLAC é uma irmandade  e é um lugar que me faz muito bem  a todos. Me sinto muito feliz em ser uma ceplaquena e agora como já estamos com mais idade, estamos saudosistas  pois muitos funcionários estão se aposentando e estamos sentindo essa separação dos nossos colegas, pois convivemos muito anos juntos e já percebemos  que  as pessoas estão indo embora então gostaria de agradecer  de coração a todos os colegas. Hoje estou comemorando esses 62 anos da CEPLAC  com o mesmo entusiasmo de que quando aqui entrei, no ano de  1976. Parabéns à CEPLAC e todo o quadro de funcionários pelos seus 62 anos muito bem vividos.”

 

SUEBA / ASCOM

Jornalista: Raimundo Nogueira

Repórter: José Hamilton Santos

Fotos: Águido Ferreira.

Assessoria de Comunicação da Ceplac
Tuesday, 2/26/2019