Buscar no site:
CEPLAC/MAPA realiza II seminário da Cacauicultura em Jiquiriçá

A CEPLAC/MAPA promoveu no último dia 10 de abril, em parceria com a Prefeitura Municipal/Secretaria de Agricultura, Turismo e Meio Ambiente do município de Jiquiriça, o II Seminário da Cacauicultura, tendo como temas: variedades de cacau clonado; crédito agrícola; manejo adequado do cacaueiro produtivo; e realidade da agricultura na Região.

O evento, realizado no Ginásio de Esportes de Jiquiriça, teve como palestrantes: Celso Weber (CEPLAC/MAPA), Uilson Costa (Banco do Brasil), Milton José da Conceição (CEPLAC/MAPA) e Ivan Costa e Sousa (CEPLAC/MAPA). E também a participação do Diretor de Energia “Luz para Todos”, Gilson Amado do SEINFRA.

 

 

Na palestra foi explicada aos agricultores de Jiquiriçá a importância de fortalecer a agricultura familiar desse município, pelo palestrante Uilson Oliveira Costa, Gerente da Agência do Banco do Brasil de Jiquiriçá, ele conta que após o último evento com seminários que aconteceu no mês de novembro “foram liberados 68 operações até o momento, totalizando mais de 1,3 milhão e circulando dentro do município de Jiquiriçá. Isso é importante para o desenvolvimento da agricultura e do comércio local”.

O Prefeito de Jiquiriçá e também produtor Rural, João Fernando Alves Costa, enfatizou a importância da parceria CEPLAC e do Banco do Brasil, “trazer o desenvolvimento para nossa terra, pois estamos vivendo um grande momento de crises e por isso temos que buscar alternativas, uma delas é a parceria. Afinal nossa população ser em 70% rural e produtores de cacau”. Explica que o investimento de aproximadamente de 1 milhão e meio de reais creditado pelo Banco do Brasil trará desenvolvimento com melhorias nas estradas.

Juvenal Maia, engenheiro Agrônomo e secretário de Agricultura da Prefeitura Municipal de Jiquiriçá, afirmou que “a clonagem do cacau vem crescendo bastante em Jiquiriçá e lembramos que essa parceria com a CEPLAC e o Banco do Brasil é de grande valia para todos nós que temos interesse na cacauicultura, pois Jiquiriçá é um município basicamente agrícola e a nossa principal cultivo é o cacau”. Ele completa que apesar de pequenas as propriedades, a muita produtividade e os agricultores familiares se dedicam ao plantio.

“Um seminário como esse com a participação total da CEPLAC, tem grande interesse para nós produtores familiares de Jiquiriçá porque é um crescimento e desenvolvimento para todos nós produtores rurais e principalmente para a nossa comunidade se organizar”, comentou Marlene Silva Santos Sobral, sócia da Associação de Moradores Corte Peixoto e Bom Jesus em Jiquiriçá. Ela informou que “o cacau já está todo clonado e hoje a nossa fazenda está virando modelo em nossa associação, graças a nossa participação ativa em todos esses seminários que a CEPLAC vem realizando”.

 

O produtor da fazenda Bom Jesus em Jiquiriçá, Dário Jesus, destaca que com o incentivo da CEPLAC ele tem hoje 70 mil pés de cacau plantado, “sinceramente não sabia o que era clone e com as palestras e auxílio da CEPLAC já acredito na clonagem, estou clonando o cacau durante dois anos e conseguir bons resultados. Minha roça está 80% clonada e isso me fortalece e peço que os produtores não percam essa chance que a CEPLAC e seus parceiros vem dando aos produtores da nossa região cacaueira”.

Railton Oliveira Santos, Produtor e Presidente da COOPAVAGE (Cooperativa Agro – Industrial do Vale do Jiquiriçá), declarou que “os seminários realizado em Jiquiriçá é um incentivo importante para todos produtores de cacau que sempre contam com o auxilio dos técnicos e pesquisadores da CEPLAC com seus novos clones. Além da facilidade  de financiamento com os bancos que estão nos oferecendo, nós dá um novo ânimo, um gás para tocar a nossa atividade e esperamos um aumento de produtividade”.

CEPLAC/MAPA- Superintendência BA e ES

Jornalista: José Carlos Peixoto

Reportagens: José Hamilton

Fotos: Águido Ferreira

Assessoria de Comunicação da Ceplac
Thursday, 4/19/2018