Buscar no site:
Projeto de Seleção de Abelhas Rainhas beneficia apicultores de vários municípios da região

A CEPLAC/MAPA, por intermédio do seu Centro de Pesquisa e Extensão (CEPEC), vem realizando seleção massal das rainhas do apiário de pesquisa voltado para as características de produtividade para mel, hábitos higiênicos e mansidão. O apiário de produção de abelhas rainhas possuem 100 enxames com matrizes selecionadas e 30 caixas matrizes. O objetivo do projeto é produzir abelhas rainhas com genética de alta produtividade e distribuir com os apicultores do sul da Bahia.

A produtividade das colmeias está relacionada a três fatores: manejo correto, ambiente favorável (esse, o apicultor não tem como interferir) e principalmente a genética da abelha rainha, que tem a função de passar as características genéticas aos seus descendentes. Uma rainha nova e selecionada é capaz de aumentar a produção de uma colmeia de 25 quilos para 70 quilos de mel.

 

Fig. 01 – Teste Higiênico com abelhas do Gênero Apis

 

Os municípios beneficiados com o Projeto de Seleção, Produção e Distribuição de Abelhas Rainhas são: Eunápolis, Guaratinga, Itabela, Itagimirim, Belmonte e o distrito de Monte Pascoal. No decorrer do ano de 2016 foram distribuídas 359 rainhas.

 

Fig. 02 – Distribuição de Abelhas rainhas

 

O pesquisador responsável pelo projeto, Ediney de Oliveira Magalhães informou que a meta para 2017 é produzir 1.000 rainhas selecionadas com genética voltada para a produção de mel.

Devido os resultados positivo e a repercussão do Projeto, o Núcleo de Apicultura e Meliponicultura da CEPLAC/Cepec, transferiu, através de treinamentos, a tecnologia de produção de rainhas para apicultores de diversas partes do Brasil.

De acordo com o Chefe do Centro de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural do Cacau - CEPEC, Raúl R. Valle, “o esforço realizado pela CEPLAC, por intermédio dos seus pesquisadores e extensionistas, para o fomento da produção de mel como forma alternativa de complemento de renda ou como atividade principal tem sido constante. Este esforço se vê coroado pela expansão da atividade no só no sul da Bahia como em outras regiões do País. A CEPLAC e seus pesquisadores e extensionistas estão de parabéns!”.

 

 Fig. 03 – Treinamento de Apicultores de diversos lugares do Brasil

 

Fig. 04 – Avanços da Apicultura de 1996 a 2016.  

 

 

CEPLAC/MAPA – Superintendência de desenvolvimento da Lavoura Cacaueira no Estado da Bahia

Jornalista: José Carlos Peixoto

Assessoria de Comunicação da Ceplac
Monday, 6/26/2017