Buscar no site:
Superintendente da CEPLAC para a Bahia e Espírito Santo solicita o apoio de parlamentares baianos e capixabas para a Política de Melhoria de Qualidade para o Cacau Brasileiro

 

O superintendente da Ceplac para o Desenvolvimento da Lavoura Cacaueira na Bahia e Espírito Santo Antonio Zugaib visitou inicialmente o Deputado Evair de Melo autor do projeto de lei no 2.677/2015 que institui a política nacional de incentivo a produção de cacau de qualidade aprovado na Câmara e que deu entrada no Senado com o no 7/2016. Na oportunidade o Deputado se mostrou receptivo e deu total liberdade ao apoio à condução para que este projeto de lei se transforme em lei. “Tenho muita experiência com a qualidade do café e outros produtos, inclusive prática quando se trata de análise sensorial e quero dar esta contribuição ao cacau brasileiro”.

Para superintendente Antonio Zugaib “o projeto de lei está bem estruturado, pois estabelece diretrizes para a política nacional de incentivo a produção de cacau de qualidade como: a sustentabilidade ambiental, econômica e social da produção e dos produtores, o desenvolvimento tecnológico da cacauicultura, etc., estabelecem também instrumentos da Política Nacional de Incentivo à Produção de Cacau de Qualidade como: o crédito rural para a produção, industrialização e comercialização; a pesquisa agrícola e o desenvolvimento tecnológico, a assistência técnica e a extensão rural, o seguro rural e a capacitação gerencial e a formação de mão de obra, etc., e ainda na formulação e execução da Política de que trata esta Lei, sugere que os órgãos competentes estabeleçam parcerias com entidades públicas e privadas. Estamos precisando de uma política para o cacau e esse projeto de lei veio na hora certa”.

O Superintendente foi acompanhado do Deputado Roberto Britto que tem total interesse no projeto, segundo o deputado “Essa política pode servir de guarda chuva para reivindicarmos vários outros instrumentos de desenvolvimento da cacauicultura como as certificações de origem, social e de qualidade dos produtos, as boas práticas e a agroindustrialização do cacau brasileiro”. O superintendente Antonio Zugaib solicitou que o Senador Roberto Muniz reivindicasse a relatoria no senado o que foi prontamente aceito e encaminhou providências para solicitar a relatoria. “Projetos como esse são importantes para melhorar a qualidade do cacau brasileiro no Brasil e no exterior e consequentemente fazer com que o mercado pague um preço melhor, e ainda possa agregar valor agroindustrializando e melhorando a renda do produtor de cacau”.

Além disso, foram discutidos outros assuntos como a contratação de pessoal, a melhoria de orçamento e um projeto para readequação da Ceplac, o parque científico e tecnológico do Sul da Bahia e um programa para o desenvolvimento da cacauicultura na Bahia e Espírito Santo.

Assessoria de Comunicação da Ceplac
Monday, 2/20/2017