CULTIVARES DE MANDIOCA ADAPTADOS AOS AGROSSISTEMAS DE UNA, ILHÉUS E BUERAREMA

A mandioca (Manihot esculenta Crantz) apresenta uma ampla diversidade genética distribuída pelo Continente Americano. Provavelmente, a espécie é originária dos trópicos baixos do hemisfério ocidental. Nesta área, o Brasil é considerado o possível centro de origem e diversificação da espécie (ABRAHAM, 1970; MARTIN, 1974; GULICK et aI. 1983), onde já foram catalogados mais de 3000 acessos mantidos em coleções e bancos de germoplasma em todo o país (FUKUDA e AL VES, 1987). Essa variabilidade é representada em sua maioria por variedades crioulas, selecionadas naturalmente ou por agricultores. São variedades adaptadas a diferentes condições edafoclimáticas e normalmente capazes de suportar condições adversas de cultivo, o que lhes confere maior estabilidade na produção (FUKUDA et aI. 1996).

A Ceplac, através do Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec), vem trabalhando com a mandiocultura desde a década de 80, testando parâmetros referentes à adaptação, produtividade, resistência a pragas e doenças em 1171 cultivares oriundos da Embrapa/CNPMF e acessos locais. Possui um consistente banco de dados desses materiais que permite indicar como material adaptado às condições dos agrossistemas regionais de Una, Ilhéus e Buerarema os cultivares: BGM-0081 conhecido como Mameluca, BGM-0116 com nome vulgar Cigana Preta e BGM-0876 ou Pretinha V.

O estudo foi instalado em 5 de maio de 1996 em 3 áreas distintas, nos municípios de Una (Estação Lemos Maia), Ilhéus (Fazenda São José) e Buerarema (Assentamento Guanabara). Foram testados 11 cultivares em 3 repetições, com espaçamento de 1 x 1 m entre plantas e 16 plantas por parcela, sendo observados as característica da raiz, do caule, da folha e dados de produção acompanhado durante um período de dez anos.

Características dos cultivares

Código

Nome Vulgar

Origem

CNPMF

Brasil

Procedência

Local

UF

LAT

LONG

BGM 0081

BRA-005827

Mameluca

IPEAN

Cameta/Bra

PA

0250S

05725W

BGM 0116

BRA-000361

Cigana Preta

EAUFBA

C. Alves/Bra

BA

1245S

03925W

BGM 0876

BRA-062634

Pretinha V

CPATU

Belém/Bra

PA

0177S

04830W

                   

Características da raiz

 

Superfície película

Cor da película

Cor do

cortex

Cor da

polpa

Presença de cintas

BGM 0081

Rugosa

Marron clara

Branca

Creme

Não

BGM 0116

Rugosa

Marron clara

Branca

Branca

Não

BGM 0876

Rugosa

Marron escura

Branca

Branca

Não

Característica do caule

 

Cor do caule

Hábito de ramificação

Altura da  planta (m)

Cor do ramo terminal

BGM 0081

Marron claro

Tricotômico

2,8

Verde

BGM 0116

Prateado

Indiviso

2,8

Verde-roxo

BGM 0876

Marron claro

Indiviso

2,4

Verde - roxo

Características da folha

 

Cor da folha adulta

Cor do Broto

Nº de lóbulos

Forma do lóbulo

Cor dopecíolo

BGM 0081

Verde

Verde

5

Lanceolada

Verde

BGM 0116

Verde

Verde-roxo

7

Lanceolada

Vermelho

BGM 0876

Verde

Verde-roxo

3-7

Linear ponteaguda

verde

Dados da Produção

BGM

Peso raiz

Peso folha

Peso rama

Peso cepa

MS (%)

Teor de amido (%)

0081

4.780

2.230

4.680

390

38,0

33,3

0116

5.450

1.320

2.970

450

33,9

29,2

0876

3.755

1.795

3.790

621

38,7

34,1

Os dados desta tabela dispensam análise estatística uma vez que a aceitação ou não de um cultivar por parte do agricultor dentro da pesquisa participativa depende exclusivamente da sua vontade, da finalidade da produção, do manejo adotado em sua propriedade, do ciclo do cultivar e do preço de mercado, cabendo à pesquisa apenas a indicação dos melhores cultivares adaptados para o agrossistema no qual o produtor está inserido.

 

 

José Jorge Siqueira Bahia

Pesquisador Ceplac/Cepec/Sefop

Rodovia Ilhéus - Itabuna, km 22, Caixa Postal 07, Cep.: 45.600-970

Muneu Funato

Agente de Atividade Agropecuária

Ceplac/Cepec/Estação Experimental Djalma Bahia, Una, BA