GERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO CACAUEIRA DO ESPÍRITO SANTO

Gerência Regional da CEPLAC no Estado do Espírito Santo (GERES) – Foi criada em janeiro de 2005. Está localizada no Norte do Estado do Espírito Santo, especificamente, na cidade de Linhares, com Sede localizada a Rua Augusto Pestana, 1122, Centro, Linhares-ES, CEP-29.900.192, Tel-(xx) 027-3264-1422 e Fax (xx) 027-3264-0763. A esta Gerência compete executar as orientações estratégicas do Plano Plurianual 2008/2011 do Governo Federal, desenvolvendo um Programa e quatro Ações. Atua em 19 municípios da Federação, no estado do Espírito Santo, sendo o município de Linhares no Norte do Estado o de maior representatividade para o cultivo com cerca de 90% da produção, é também o grande responsável pela preservação da mata Atlântica na bacia do Baixo rio Doce.

Histórico

A atuação da CEPLAC no Estado do Espírito Santo teve início no ano de 1963, com ações de Extensão Rural através de sua Unidade, cuja denominação era Escritório Regional de Extensão de Linhares, que permaneceu até meados do ano de 1996. Daí então, através da Portaria Ministerial 321, do Ministério da Agricultura, publicada no DOU de 07 de maio de 1996, passou a ser denominada de Núcleo de Extensão e Pesquisa de Linhares, NEPLI.

A partir de 21 de janeiro de 2005 foi criada a Gerencia Regional do Estado do Espírito Santo (GERES) publicado no DOU decreto Nº. 5.351 de 2005, ligada, administrativamente e financeiramente a Direção da CEPLAC em Brasília, que por sua vez, juridicamente é um órgão singular do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Programas e Ações

Ação – Difusão de tecnologias para o agronegócio do cacau

A forma de atuação de ATER, no Estado do Espírito Santo se voltou principalmente em atender os pequenos, médios, e grandes produtores, através da valorização, animação e articulação de processo coletivo, enveredando pelo resgate da história e cultura, identificando problemas, estabelecendo prioridades, como estímulo a organização produtiva e social e ampliação do acesso ao crédito agrícola. Essencialmente, respeitando a diversidade e especificidade referente à etnia, raça, gênero, geração, social, econômica, política, cultural e ambiental (Agrossistemas).

Ação – Geração de tecnologia para o agronegócio do cacau

As ações de pesquisa no Estado do Espírito Santo estão afeitas a Estação Experimental Filogônio Peixoto (ESFIP) criada pela CEPLAC, em setembro de 1969, com o objetivo de gerar e/ou adaptar tecnologias. Atualmente, vem desenvolvendo trabalhos de pesquisa nas seguintes áreas: Identificação e controle da doença vassoura-de-bruxa; melhoramento genético do cacaueiro; irrigação e drenagem do cacaueiro; fisiologia vegetal; manejo de cultivos; elaboração de diagnósticos e estudos das cadeias produtivas; desenvolvimento de Sistemas Agroflorestais; agroindústria e beneficiamento do produto.

Ação – Controle da doença Vassoura-de-Bruxa.

Ampliação e sistematização do controle e prevenção da enfermidade nas propriedades cacaueiras. Hoje, a doença se apresenta em todos os municípios que cultivam o cacau no Estado, com contaminação em torno de (96%) das fazendas. Apesar da Vassoura de Bruxa ter sido identificada no Estado no ano de 2001, a CEPLAC em parceria com ACAL (Associação dos Produtores de Cacau de Linhares) já vinha combatendo a doença e, apartir de 2007, juntamente com a Secretaria de Agricultura do Estado (SEAG) e do Município de Linhares através de Parceria de Cooperação Técnica, constituiu o Plano de Recuperação da Lavoura Cacaueira Capixaba, principal instrumento de combate à doença no Estado.

Ação – Gestão e Administração do Programa.

Assegurar as condições necessárias e suficientes para a manutenção e o funcionamento dos serviços da Gerência no Estado, relacionadas com as ações de pessoal, administração, modernização, documentação, patrimônio, planejamento, orçamento, controle, fiscalização, informática, transporte, reparo e reforma de imóveis.

Programa – Desenvolvimento sustentável das regiões produtoras de Cacau.

A forma de atuação de ATER, no Estado do Espírito Santo se voltou principalmente em atender os pequenos, médios, e grandes produtores, através da valorização, animação e articulação de processo coletivo, enveredando pelo resgate da história e cultura, identificando problemas, estabelecendo prioridades, como estímulo a organização produtiva e social e ampliação do acesso ao crédito agrícola. Essencialmente, respeitando a diversidade e especificidade referente à etnia, raça, gênero, geração, social, econômica, política, cultural e ambiental (Agrossistemas).

Desenvolvido por Sepro-Sueba 2016 © Todos os direitos reservados a Ceplac